Porto Alegre/RS cbimbi@terra.com.br

Agende sua consulta

Zoster: saiba o que é, tratamentos e vacinas

O que é Zoster?

Zoster, também conhecido como Herpes-zoster (popularmente: “cobreiro”), é uma infecção provocada pelo vírus varicela-zoster. Como diz o nome, esse vírus provoca varicela (“catapora”) aos 10 a 18 anos de idade.

Como surge no corpo?

O Zoster surge na pele em um grupo de bolhas, muitas vezes confundido com alergias ou picadas de insetos. Pela dor, os pacientes acabam buscando recurso nos atendimentos de urgência.

Junto, ou antes disso, vem dor na região afetada. Essa dor também é confundida com contratura. A maioria das vezes, seu surgimento ocorre no tórax ou nas costas, no braço, na perna, mas também pode ocorrer no rosto, inchando os olhos e provocando dor intensa.

O Zoster é contagioso?

A varicela se pega da mesma forma como se pega vírus da gripe: de pessoa para pessoa. Essa catapora cura, mas o vírus fica presente e sem causar problemas, nos gânglios sensitivos de pessoas e por muitas décadas. Muito tempo depois: aos 50, 60, 70 anos, esse vírus varicella-zoster reativa e provoca sua 2ª doença: o Zoster.  Ultimamente, e provavelmente devido ao estresse, tem aparecido zoster em jovens. A partir daí, não recidiva, ou seja: não aparece nunca mais.

O Zoster tem cura? Qual o tratamento?

Na maioria dos casos, o Zoster resolve em 2 a 4 semanas e gera temor e ansiedade.  É autolimitada, ou seja, aparece, aumenta os sintomas com passar dos dias, atinge um pico e vai diminuindo até desaparecer. Deixa algumas cicatrizes na pele. Quanto maior a idade maior tende a ser a dor. Mas pacientes de 70 ou 80 anos muitas vezes tem quadros leves. É mais doloroso quando compromete a face. Quanto mais cedo consultar e começar com tratamento antivírus varicella-zoster, melhor. A dose não é a mesma do herpes simples – mesmo assim, muitos pacientes são observados em subdoses indicadas por não-médicos e que não funcionam.

Existe complicações, como meningo-encefalite e cegueira, mas isso é muito raro. Mais comum é a neuralgia pós-herpética (NPH), ou seja, uma dor na área do Zoster que fica mesmo depois do desaparecimento das lesões de pele. O vírus pode deixar o nervo lesado lançando sinais de dor por meses. Para tanto, vale a pena tratar logo com antivirais e outras medicações especiais que reduzem a dor e a chance de neurite. Havendo neurite, haverá tratamento.

Ter Zoster não significa dizer que se está com baixa imunidade, mas após o surto, vale uma avaliação clínica geral ou antecipar os check-ups anuais.

Qual diferença de herpes zoster e herpes simples? É a mesma coisa?

Confusão com herpes-simples – que quase sempre recidiva – é comum, mas se trata de outra doença que é provocada por outro vírus do mesmo tipo, com sintomas bem diferentes. Herpes simples nada tem a ver com herpes zoster, portanto.

Existe vacina para Zoster?

Muitos pacientes perguntam sobre uma vacina anti-zoster, chamada Zostavax®, de vírus vivo atenuado da cepa Oka que nada mais é do que a vacina-varicela mais concentrada. Uma nova vacina -Shingrix foi lançada em 2017 e se mostrou superior. É cara.  Apesar de algumas discordâncias, infectologistas recomendam na prevenção de neurite pós herpes zoster, em pacientes acima de 50 anos. Como quem já teve dificilmente terá de novo, só se indica para quem ainda não teve zoster.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fale comigo pelo WhatsApp!
Powered by