Porto Alegre/RS cbimbi@terra.com.br

Agende sua consulta

Dr. César Bimbi é citado em artigo sobre os perigos do uso excessivo de tecnologias para a pele

Dr. César Bimbi é citado em artigo sobre os perigos do uso excessivo de tecnologias para a pele

Um recente trabalho científico, publicado na International Journal of Pediatrics and Adolescent Medicine, analisa os problemas de pele gerados pelo uso excessivo de videogames, computadores, laptops, mobile phones e tablets. Os autores, que são dos Serviços de Dermatologia e Medicina Interna do Hospital Universitário de Patras, Grécia, citam o trabalho do Dr. César Bimbi, referente ao risco de manter o laptop sobre o corpo, como algumas pessoas fazem, apoiando na coxa, por exemplo. Tal ação fecha o sistema de refrigeração e a base do aparelho, que aquece a temperaturas de 47ºC, com a permanência por muito tempo sobre a pele, afeta a circulação periférica, formando lesões de aparência reticular na pele. Além disso, o uso de videogame, se excessivo, pode piorar a dermatite atópica, olheiras e alguns outros sintomas.

As consequências do uso excessivo de videogame para a pele

Passar horas excessivas na internet em jogos de videogames ou trocando mensagens de e-mails e WhatsApp, em certos casos, assume aspecto de patologia.

A Associação Americana de Psiquiatria recentemente incluiu o transtorno de jogos na Internet (IGD) como um diagnóstico potencial, recomendando que um estudo mais aprofundado seja realizado para ajudar a um maior esclarecimento sobre. A 11ª Revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-11) classifica como padrão de comportamento de jogo: “uso persistente e recorrente da Internet para se envolver em jogos, levando a clinicamente prejuízo significativo ou angústia”. A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu ”Transtorno de jogos” (6C51) como doença na próxima atualização do CID. Logo, os efeitos negativos na esfera psíquica ou nos problemas cervicais já são bem reconhecidos, mas pouco se sabe sobre a consequência na pele.

Queimadura nos vasos da pele (eritema ab-igne). Paciente nosso, citado no trabalho científico, permanecia muitas horas por dia com o computador sobre as coxas.

Olheiras

Alguns serviços dermatológicos observaram que adolescentes, que abusam de jogos na internet, têm olheiras muito mais frequentemente do que os que gastam tempo com atividades esportivas. Isso se deve também à privação do sono, que muitas vezes ocorre no uso excessivo.

Avermelhamento da pele facial

Alguns casos de avermelhamento facial, semelhante à rosácea, foram associados ao uso excessivo de computadores, mas não se detectou se causado por radiações.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é uma doença inflamatória complexa, multifatorial, crônica incompletamente compreendida, que pode ser exacerbada por muitos fatores de gatilho. Os videogames estão agora incluídos na lista, como um dos fatores com uma influência significativa nas fases de piora desses pacientes. Não se conseguiu ainda especificar se isso se deve à atração de partículas de poeira próximas da tela ou pelo hábito de atividades fechadas, aproveitando menos o ar puro, assim como, fatores psicossociais do isolamento inerente aos jogos. Equilíbrio com outros lazeres é necessário nos atópicos.

Figura 1: Hidradenite, desidrose: nódulos avermelhados nos pontos de contato mais fortes com Playstation, por lesão de pressão nas glândulas sudoríparas.

Dermatite alérgica de contato

Os materiais químicos, com que o videogame controller é feito, seguem ativos até o consumidor e têm gerado dermatites alérgicas de mãos nos pontos de maior contato.
Os materiais químicos, com que o videogame controller é feito, seguem ativos até o consumidor e têm gerado dermatites alérgicas de mãos nos pontos de maior contato.

Finalizando, é definitiva a recente declaração da Academia Americana de Pediatria, recomendando que os pais precisam estar diretamente envolvidos com o uso da mídia de seus filhos e precisam garantir que as crianças tenham amplo tempo livre de mídia. Os consumidores também precisam ser completamente educados sobre o impacto negativo potencial de jogos de vídeo excessivos. A mídia tem o dever de esclarecer, não de estimular. Talvez seja hora de se desconectar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fale comigo pelo WhatsApp!
Powered by