Porto Alegre/RS cbimbi@terra.com.br

Agende sua consulta

Alimentos podem minimizar a alopecia androgenética?

O que causa a alopecia androgenética?

A alopecia androgenética masculina ocorre devido ao desequilíbrio hormonal natural de cada pessoa, de causa heredo-familiar. A di-idrotestosterona (DHT), um hormônio androgênico, é um esteroide sexual, que causa miniaturização do fio, levando à perda de cabelo. Normalmente, até 10% da testosterona é convertida em DHT pela ação da enzima 5-alfa-redutase.

Além disso, o fluxo sanguíneo inadequado para o couro cabeludo também pode ser outro motivo suplementar para a perda de cabelo, devido a diminuição do oxigênio e nutrientes. O excesso de peso e o tabagismo também estão associados a um aumento da gravidade da alopecia androgenética.

O impacto da alopecia varia com as respostas emocionais de cada um à alopecia, suas convicções sobre as consequências da calvície e como isso vai afetar sua vida cotidiana. Medicamentos convencionais, como minoxidil, finasterida e dutasteride, são amplamente utilizados no tratamento, sendo eficazes.

Alimentos naturais podem contribuir para minimizar a alopecia?

Estudos científicos (DOI: 10.1111/jocd.12930) recentes sugerem o papel dos alimentos naturais, como a planta Saw palmetto (Serenoa repens), o chá verde (Camellia sinensis), a semente de abóbora (Curcurbita pepo), o alecrim (Rosmarinus officinalis), a semente de uva (Vitis vinifera) e o alcaçuz (Glycyrrhiza glabra). O alto consumo (≥ 3 vezes por semana) de verduras e vegetais crus sugere que alguns alimentos da dieta mediterrânea (doi: 10.1007/s00403-017-1799), como ervas frescas e saladas, possam reduzir o risco de alopecia.

Tratamento para alopecia androgenética

A mensagem que fica aos portadores de alopecia é iniciar o tratamento mesmo em fases iniciais, pois as medicações usadas regularmente, já com alguns meses, deixam os fios fortalecidos, preenchendo as falhas no couro cabeludo. Casos de irritação ou alergia ao minoxidil, ou a ocorrência de distúrbios da ejaculação ou diminuição da libido pelo finasteride/dutasteride não são comuns e quando ocorrem podem ser resolvidos.

O estilo de vida tem influência em todas as alterações do nosso organismo e cada vez mais existem evidências positivas que recomendam a redução de peso corporal e exercícios físicos, atividades ao ar livre despoluído, ingestão abundante de saladas orgânicas, azeite de oliva, chá verde, ginseng (doi: 10.3390/ijms19092703) e itens da dieta mediterrânea para evitar ou melhorar a alopecia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Fale comigo pelo WhatsApp!
Powered by